Their Island

01

 

Hey casal!

 

Minha vontade nesse momento era de pegar o carro e correr para aquela casa na Lagoa, só pra papear durante a noite sobre aqueles mesmos assuntos. Outro dia me deparei com uma foto daquele final de semana. Meus olhos fixaram o nada e fiquei viajando por um segundo. Não pensei em algo especifico naquele momento. Simplesmente senti uma enxurrada de lembranças me invadindo e a sensação foi boa… bem boa. Lembra a euforia que cheguei naquela sexta-feira a noite? Naquela casa, na Lagoa da Conceição, estava tudo que naquele momento mais importava pra mim. Tinha motivos suficientes pra tanta descontração.

 

Logo após nos conhecermos nossas conversas se resumiram apenas a um chat. Nada superficial, por sinal. Aquela busca por uma casa que fosse a cara de vocês, deixou claro pra mim que a ilha tem um verdadeiro significado na história dos dois. Senti uma responsabilidade imensa. Mas sabe, não demorou pra que toda essa responsabilidade ficasse mais leve que uma pena. A um tempo atrás, quando pensava sobre meu trabalho e fotografava casais somente lá em Pelotas, percebi que minha missão não se resumia somente a isso. Após uma session, percebia em algumas conversas que os momentos que mais marcavam a vida deles não eram nos lugares onde havíamos feito as fotos. Eram lugares lindos, mas quando via alguém falar “lembra aquela vez, amor?”, e comentava de alguma viagem, de alguma temporada fora, do lugar onde se conheceram ou passaram férias juntos, eu percebia um brilho no olho diferente. Foi então que decidi ir longe, pra que no final eu visse esse mesmo brilho no olho em todos os casais que eu fotografasse.

 

Antes de nos encontrarmos lá, tentamos marcar uma cerveja, lembram? Eu queria falar exatamente isso pra vocês, mas o universo achou melhor que não. Tudo aquilo tinha um significado imenso pra mim também. O cara aquele que desejou algo pro seu trabalho, que decidiu passar mais significado no registro da história de alguém, ia se realizar mais uma vez quando chegasse em Floripa. Eu ansiava pelo final de semana.

 

No final, acabei não falando nada e apenas saí registrando tudo. Não porque não achei necessário, mas porque me esqueci mesmo. Sabe aquelas coisas que de tanto pensar, a gente dá como feitas. Mas não, feito está agora. E agora vocês entendem o porque daquela empolgação toda.

 

Um dia desses a gente se encontra pela Lagoa. Vamos comer camarão até não aguentar mais, rir entre um copo e outro de cerveja e falar da vida e de suas belezas.

 

Até a próxima.

Jeff

 

02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49