Morning Sun

01

 

17/11/2015 – Parque Lage, Rio de Janeiro

 

É inicio de tarde por aqui, faz um dia cinza e calmo, as pessoas riem alto e várias conversas a dois acontecem em mesas espalhadas ao redor da piscina interna. A água dela permanece imóvel a não ser pelo impacto de pequenas folhas que voavam com a brisa que entrava pelo portão da frente da casa. Pedi um café, comecei a rever as fotos daquele dia com vocês e a rabiscar meu caderninho preto com algumas palavras.

 

Lembra o dia que nos conhecemos, naquele café? Logo quando entrei pela porta e vi vocês naquela mesa, prenderam minha atenção com o seu olhar atencioso, Matheus, e seu sorriso sincero, Renata. Esses dois gestos me acompanharam por aquela gostosa conversa que tivemos. Por que estou dizendo isso? Porque depois daquela conversa eu ansiava sair em uma manhã pra curtir um sol e fazer algumas fotos com vocês. Queria continuar aquelas histórias e com uma câmera perto para registrar aquelas expressões.

 

Aquele final de semana que decidimos sair pra fazer algumas fotos foi um tanto atípico. Teria que tomar muitas decisões e estava nas vésperas de uma longa viagem. Preciso confessar que estava me sentindo pressionado pelas metas daqueles dias, mas ao mesmo tempo eram coisas que eu ansiava fazer e que adoraria que chegassem logo.

 

A noite que antecedeu aquela manhã foi um caos.

 

Eu nunca havia feito um buquê na vida. Não dessa maneira. Tudo que havia feito era apanhar flores no campo para abastecer os vasos de casa. Sair um dia antes pelas floriculturas da cidade e escolher ramo a ramo as mais lindas e cheirosas flores, era novidade pra mim. Elas estavam em minha sala, perfumaram a casa e não me deixaram dormir. Acordei em algum momento da noite, lúcido e sem sono, pensando no tempo, em como estaria a lagoa e como montaria aquelas flores que ainda estavam repousando no vaso branco. Ansioso, acabei levando meu braço direito até o celular que estava ao lado da cama, para ver quantos minutos faltavam para o sol nascer. A noite ainda estava escura. Eram 2:30h. Que ansiedade.

 

Acho que o universo percebeu minha aflição e me presenteou com um final de semana incrível. Tudo iniciou com vocês. Lembram aquela lagoa calma logo no início da manhã? Deixei algumas fotos aqui embaixo para refrescar a memória de vocês. E a minha também.

 

Com carinho

Jeff

 

02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77